segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Conto ou não conto?

 Tanto tempo atrás gostava de brincar de bonecas e príncipes em conversíveis( cavalos brancos ). Logo após aprendi a brincar de amor. No final das contas saía machucada, quando não, retalhava a outra pessoa em insignificantes pedaços de uma alma sem auto-estima, propositalmente. A diferença entre hoje e ontem? Definitivamente são as bonecas. Os príncipes continuam inexistentes, claro.

[Algumas coisas não mudam...]


                                                 Imagem; Spottedpupil

5 comentários:

Anônimo disse...

Eu sou um príncipe.
Não adianta né, para que alguém possa ganhar, alguém deve perder.

Anônimo disse...

Por isso gays, são tendência...
Príncipes e Bonecas, tudo junto e misturado.
E tenho dito!

bliss disse...

Aposto que os príncipes nem devam ser tão divertidos assim, de qualquer forma hahaha
Cuide do conversível e do que quer que use para retalhar almas que vai se sair bem :)

Rafael disse...

Quando era pequeno, pegava as bonecas da minha prima e brincava colocá-las fazendo sexo. Era divertido.
Bjs

Anônimo disse...

Eu não quero um príncipe, eu quero um homem que seja capaz de cativar meu coração sem eu ter que me esforçar pra gostar dele.