quarta-feira, 16 de julho de 2008

Começo a ficar livre...


Quando a música do Renato Russo toca...

A mente flutua

Representa

Altera a minha consciência

Dá meia volta, volver!

"Se fiquei esperando meu amor passar"

Às vezes, já passou e eu não vi

De repente...

Se eu não fosse míope

Melhor não esperar mais

Se o amor for realmente cego?

A espera não seria desejável

Eu posso não estar visível

Portanto

Não passe,

Me amarrote!

À luz

Tenho a chave do seu bem-estar

Está aqui nos meu braços

Delizo as mãos pelos seus cabelos

Textualmente

Entro em contato com sua alma cá

Mudo sua fisiologia

Puxo pra mim

E que o fascínio seja covalente

A culpa não é nossa

É do tal feromônio

Ouça o que eu tenho pra te dizer...

" E eu odeio química"


rs*






7 comentários:

Kalye disse...

nada como começar a ficar livre..
e a deixar a vida acontecer..
se deixar viver..
=)

a vida é bela!

e muito!

beijos!

radik disse...

Ainda tentando achar as palavras, mesmo que sejam as erradas...

No primeiro verso, um murro no meu peito.. meus ombros afrouxaram-se.
No último...
a cumplicidade.

Absolutamente maravilhoso pra mim.

Beijos

* Santiago * disse...

ah, o amor é lindo!

ai ai.

Fernanda Valle disse...

Muito maneiro! sò não sei como comentar direito.

hahhaa

Beijão

Rique Farr Sunsa disse...

Sério, fiquei de boca aberta.
Putz grila!
Eu, geralmente, sou muito crítico, mas agora não vejo como ser.

Ju, tu és foda!

Jacielen disse...

Takipariu, muito maneiro!!
Só sei que vou comentá em todos e todos os dias...
Tudo que ela escreve é demais...
Tbm, ela é minha prima...hauahuahuah
Te amo, linda

Cristal disse...

Amiga, tu só precisavas de um espaço, agora que o tens, é só deixar rolar e mostrar quem é a Juliana!!!
Abraços...