domingo, 13 de junho de 2010

Rabisco

Imagem: by ~HomeIsWhereTheHeartI


Acho que minha mente deu um branco. Por esse motivo, exclusivamente, peço-te baixinho com sotaque mineiro e tudo: Colore o meu mundo? Aham, de cores infinitas e saborosas. E desenha um poema na minha pele em segredo. Qual dia? Hoje! Ou todos eles, em todas as estações, até acabar esse frio e no calor também, na chuva. Pegue sua gaita, também? E alguns beijos? Nossos. Junto com sua mão e seu violão. Alguns sambas de uma nota só. Alguns dos teus tons.E um lápis, daí não precisarei de nada mais. Só de ti. Do teu sorriso e das nossas madrugadas juntos.

4 comentários:

gabriela m. disse...

que bonito.
mas antes de precisar de tudo isso, eu preciso de alguém que faça isso.
hihih

bj ;*

Padero disse...

Bá!! que lindo, curti *-*


[muito trii]


tambem tenho um blog, de Histórias e contos de minha aotoria, acessa lá:

http://tripmiller.blogspot.com/

Joe disse...

muito bonitinho!!

Tiago Macieira disse...

Algo em sua literatura me faz não mais esquecer o quanto precisamos de alguém: um amigo, uma canção, um abrigo, uma paixão...

Algo em sua literatura interage com meus eternos conflitos e os apasiguam de forma claro e objetiva.

Algo em sua literatura me faz ter a certeza de que msm em minha imensa ignorancia o culto pode ser claro assim como palvras intrigantes possam ser atrativas...!!

Algo em sua literatura...!!!