quarta-feira, 27 de maio de 2009

Cheiro de flor

©2008-2009 =mamazmeilor

Sinto o vento acariciar a minha pele. O mesmo vento que te acaricia. Sinto teus batimentos. Sinto teu cheiro. Sinto tua música. Sinto teu beijo. Cada minuto que sinto pertence a mim. Somente a mim. E sinto falta dos outros minutos. Aqueles que não são meus. Momentos em que tua pele foi o batimento de outra. Sinto falta dos teus acordes. Falta de mim quando senti outros cheiros. Outros beijos. Enquanto tu descansas... Eu sinto teu sonho como se Magnólia fosse.


Um comentário:

Kalye Duranki disse...

Esse poderia ser dito no corujão...=D