domingo, 17 de maio de 2009

Quando uma imagem vale mais do que mil palavras...

Créditos:Sweetpainter

Como não era previsto, hoje assassinei o apreço.
E dificilmente ficarei arrependida.
Porque o meu choro não tem a permissão de correr solto por aí.
E se isso acontecer dura menos que 6 minutos.
E nenhuma poesia me faz mudar.
Nunca fui fã da fraqueza.
Nem nas pessoas, nem nas palavras.
Um “Eu te amo” não foi feito para ser prometido.
Então economize da próxima vez.
Finalmente, o minuto final.


[ Atirei a pedra na Ca-sa-sa, era de vidro-dro e quebrou-brou-brou]


Alguns contos terminam antes de algumas estações.

É assim que deve ser.

E FIM.

Um comentário:

Kalye Duranki disse...

'e fim'. ah como isso pode ser bom!!!

beijos!