quinta-feira, 18 de junho de 2009


Da certeza de um destino imprevisto, que, das suas gargalhadas de manhã, preenchem todas as notas de uma música e minha vida. E quando você desperta e diz: “ – Anda, mamãe, acóda, ta sol!” entre beijos e fraldas, com o olhar mais puro do universo, que tenho a certeza que é por você que meus dias enchem de cor e de açúcar.

3 comentários:

Kalye Duranki disse...

oooh fotinho linda!!!

fofos esses leõezinhos!!

:****

Jéssica V. Amâncio disse...

ai que lindossss

Núbia disse...

lindo poema....
lindos mãe e filho.....