domingo, 16 de agosto de 2009

Fé.


Imagem: TheNightSheDie



[ Na hora do parto...]
- Nasci novamente, em ti. Quero conduzir-te para cá. E aspirar-te nas nossas recordações. A cada lugar, um pouco de ti. Devoro teu cheiro nas esquinas largas das minhas noites vazias até que consiga vomitar todo esse isolamento.
-Só ele traz de volta a serenidade do amor até o momento que o sorriso dos olhos dele aproximam-se de mais um adeus. Ah! Deus. -

[ Em voz baixa...]

6 comentários:

Ivii disse...

heey, gracias por escribirme. sos la 1era brasilera que me escribe en mi blog. yo amo todo lo que tengas suspenso, misterio o que sea thriller. me gusta sentir el miedo por un rato x) jaja si te interesa, podés unirte a level26. has visto la serie csi?

Ivii disse...

te gustaría agregarnos a links?? we can put our blogs in links (sorry for my english)

Mai disse...

Uma oração que em voz baixa repercute bem dentro do adentro do teu espírito.
Solilóquios - diálogos que nos centram em nosso eixo.

Belo espaço.
Obrigada pela visita e comentário no 'inspirar-poesia'.
Sempre que desejares voltar, desejo que te sintas à vontade para comentar, criticar, sugerir. Ali é espaço de amigos que têm em comum, a emoção.

Abraços,

Gabriela M. disse...

eu nunca apelei para a fé.
e sou meio são Tomé, também. uma vez me disseram : "que pena". me senti toda torta....

radik disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
radik disse...

Ê laiá... enxe de orgulho de cá,
reler a maneira fabulosa
de se desenhar frases.

Se não escreves [muito] bem, enforco-me em minhas palavras. Ou se fraca for minha opinião, me proclamo insano.
Mas não deixarei nunca de vir aqui, e ali, contemplar lindos arpejos, em letra de forma, de forma a me agradar um tanto quanto.. demais.

Sempre, parabéns pela arte tua de escrever.

Um beijo