segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Espelho, espelho meu...


by ~sic-purity



Se minha imagem refletir no espelho e ela me encarar como irei disfarçar? Repito por 7 vezes seguidas: “ Lembra de mim?”. Para saber se ela cairia. Alguns detalhes foram deletados, outros pedaços de panos retalhados sem costura. In fact, algumas marcas e cicatrizes ainda destoam da imagem.Sou eu ou outra pessoa? Muitas, algumas disseram “Au revoir”. Mesmo nunca tendo tempo de sequer conhecê-las. As que ficaram, tento deixá-las aqui em um canto lacrado qualquer. Sem que [me ou te] faça sofrer. Sei lá, esse espelho é estranho. Esse olhar. Ou é mais uma em mim. A outra.

2 comentários:

radik disse...

Certa vez, meu espelho fez uma piada com os meus cabelos. Puto, lhe atirei um murro na boca.
Caído alguns cacos, me sorriu uma boca banguela.
E ficou ali, contente toda a vida, sorrindo rara contagem de dentes.
E eu tentando entender, quem diabos se esfarela, naquela quirela de gente.
Saí miúdo, encarando o pente.

Marcelo Novaes disse...

Somos e não somos os mesmos.
Como a chama de vela da terceira hora da noite "é e não-é" a mesma da primeira hora. Ambas as coisas.



Belo texto que se fez acompanhar de belíssima imagem.



Tens bom gosto, Juliana.








Beijos,








Marcelo.