quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Eleva-dor.


[No elevador]

O riso contido. Dela. Um olhar saliente, dele. Gracejo. O faro subindo o pescoço. Dele.
O cheiro soprando as ventas, dela. Tocando as vestes. O contato leve dos lábios.

[4° Andar]

O espelho embaçado pelo suspiro. O sinal de amor. A simpatia entre os corpos.
O suor elegante. A vontade da primavera. O prazer do reencontro.

[Play]


- Fico por aqui, senhorita.
- Adeus.

[Aperta o botão, de rosa...]

4 comentários:

Anônimo disse...

Uau!!
Por que não colocou aquela foto da Santi pelada e gostosa, tirada pelo JR Duran?
Iria caber direitinho nesse post.
Muito sensual!!





joe

Anônimo disse...

Sério, foi o post seu que mais gostei até hoje...eu acho...!!



joe

radik disse...

A doçura do equilíbrio.
Sem tender pro vulgar.
Deixa a imaginação a solta.
Atrai lembranças de conversas às escuras.
Te imaginei sempre escrevendo coisas assim. Sensualidade com a leveza de uma carta de amor. Delicadeza no cheiro da pele suada.

"O suor elegante"
Eleva os sussuros! E o que mais te importar.

Beijos!

* Santiago * disse...

canalha.